Sábado, 26 de Dezembro de 2009

O papa ataca-se com um empurrão, sem armas nem artifícios.

 

No voo para Detroit, um esforçado candidato a terrorista não consegue melhor do que pegar fogo à sua própria perna. Se houvesse um "America's Next Top Terrorist", não conseguiria mais do que um sorriso condescendente de Tyra Banks a caminho da porta da rua.


Improviso, escassez de meios, ausência de plano, desenrascanço: é o terrorismo internacional a aportuguesar.



uma criação de French Guard às 20:50
link do post | comentar

2 comentários:
De Francisco Madeira Vieira a 28 de Dezembro de 2009 às 18:59
Até nós fizemos melhor! Lembraste quando incendiamos um isqueiro?


De French Guard a 29 de Dezembro de 2009 às 15:19
Incendiar um isqueiro está, certamente, entre as coisas mais asnáticas que já fiz.
Dito isto, o efeito foi interessante e foi um privilégio poder ser acompanhado na proeza.
:-D


Comentar post

Me, myself, the other guy and us
pesquisa
 
Pão duro
links
links
subscrever feeds